Rede dos Conselhos de Medicina
Após recomendação do CRM, Prefeituras de Porto Acre e Bujari nomeiam diretor técnico para unidades de saúde do interior do Estado
Qua, 10 de Novembro de 2021 19:50

Após recomendações do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) em fiscalizações realizadas no ano passado, as Prefeituras de Porto Acre e Bujari, no interior do Estado, nomearam médicos para o cargo de diretor técnico das unidades de saúde dos municípios.

Conforme Resolução 2.147/2016, do Conselho Federal de Medicina, o diretor técnico é o médico que responde eticamente por todas as informações prestadas perante os conselhos de medicina (federal ou regionais), podendo, inclusive, ser responsabilizado ou penalizado em caso de denúncias comprovadas.

Esses profissionais devem organizar a escala de plantonistas, zelando para que não existam lacunas durante o período de funcionamento. Em qualquer ausência de plantonistas, cabe a esse gestor tomar providências para solucionar o caso.

Há anos o CRM-AC vem reforçando recomendação para que todas as unidades básicas de saúde dos municípios acreanos tenham diretor técnico. E após reforço nos trabalhos do Setor de Fiscalização, as prefeituras de Porto Acre e Bujari foram as pioneiras, com as nomeações dos gestores este ano. Além disso, as duas cidades também implantaram o sistema de prontuário eletrônico (PEC).

No caso de Porto Acre, o médico Roney de Oliveira Firmino responde como diretor técnico pelas unidades de saúde Maria da Soledade Soares Gadelha; Raimunda Bitencourt da Silva; Ilda Barbosa de Souza; Álvaro Araújo Nobre; Daniel Glendson de Lucena Bandeira e Unidade Covid I. Já no Bujari, o cargo é ocupado pelo Dr. Antônio Lisboa Carneiro Braga, responsável por todas as unidades básicas da cidade.

O Conselho segue com as ações de fiscalizações e reforçando a importância da ocupação de médicos nesses cargos para a garantia de melhores condições de trabalho dos profissionais de saúde e, consequentemente, uma melhora no atendimento à população. A intenção é que os demais municípios acreanos sigam o exemplo de Porto Acre e Bujari.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner