Rede dos Conselhos de Medicina
CFM promove webinar sobre o impacto da pandemia na Endoscopia Digestiva

O Conselho Federal de Medicina (CFM) realiza nesta quarta-feira (12) um webinar com o tema: “O impacto da pandemia sobre a Endoscopia Digestiva: em busca de soluções ”. A Câmara Técnica da especialidade (CTED) convidou três palestrantes e seis debatedores para o evento on-line que será transmitido pelo canal do YouTube da autarquia, das 17h às 19h. CLIQUE AQUI para assistir as apresentações.

O primeiro palestrante será Fauze Maluf Filho, professor da Pós-Graduação e livre-docente do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Ele também é diretor do Serviço de Endoscopia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo e editor associado do periódico Gastrointestinal Endoscopy. Fauze abordará o impacto da redução dos exames de endoscopia sobre a história natural das doenças do aparelho digestório.

Pandemia – Na sequência, Daniela Milhomem Cardoso discorrerá sobre o que passou a ser a “nova” endoscopia digestiva ante a pandemia. Ela é mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Goiás (UFG), coordenadora do Centro de Ensino e Treinamento (CET-SOBED) no Hospital Geral de Goiânia e segunda tesoureira da Gestão 2021-2022 da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED).

Finalizando as exposições, Flávio Ejima falará sobre a viabilidade atual dos serviços de endoscopia digestiva no Brasil. O convidado é gastroenterologista da Secretaria Estadual de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), atuando no Hospital de Base. Ele é membro titular da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) e SOBED, tendo sido presidente dessa entidade e seu representante na Câmara Técnica da especialidade no CFM.

Após as palestras, o coordenador da CTED e do evento, conselheiros Leonardo Emílio, conduzirá os debates. As discussões terão a participação dos seguintes convidados: Rogério Scarabel, diretor-presidente substituto da Agência Nacional de Saúde (ANS) e diretor de Normas e Habilitação dos Produtos; Anastásio Kotzias, conselheiro e coordenador da Câmara de Saúde Suplementar; Alexandre de Menezes, 2º vice-presidente do CFM; Florentino de Araújo Cardoso Filho, conselheiro e membro da CTED; Ricardo Anuar Dib, presidente da SOBED, e Nailton Lyra, membro da CTED.

Contexto – Durante o período da pandemia covid-19, houve uma grande redução no número de endoscopias digestivas no Brasil em todas as suas modalidades, devido à distribuição heterogênea da pandemia. Segundo levantamento da SOBED junto às suas regionais, essa queda variou de 40% a 95%, em especial nos estados do Norte e Nordeste. De acordo com o trabalho, essa redução pode determinar consequente agravamento de condições clínicas pré-existentes, assim como aumento da demanda reprimida, causado pela impossibilidade de acesso dos pacientes aos serviços de endoscopia.

“Nossa intenção com esse webinar é reunir órgãos competentes, tais como SOBED, Anvisa e ANS, com o intuito de propor estratégias para não deixar a endoscopia digestiva brasileira sair de uma situação crítica para outra pior, com a possibilidade de prolongamento da pandemia. Também queremos pensar em formas de manter os serviços da especialidade fora de uma “UTI” em consequência dos problemas que afetam o setor”, resumiu o coordenador da CTED.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner