Rede dos Conselhos de Medicina
Entidades médicas alertam possível colapso nos serviços de saúde do Acre e recomendam endurecimento de medidas durante pandemia
Sex, 01 de Maio de 2020 19:37

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Acre (CRM-AC), Sindicato dos Médicos do Estado do Acre (Sindmed-AC) e a Associação dos Médicos do Acre (Amac) emitiram, nesta sexta-feira (1º), uma carta ao governo do estado, prefeituras, secretários de saúde, ao poder Legislativo e Judiciário e ao Ministério Público alertando para o possível colapso dos serviços de saúde e consequente crescimento exponencial de mortes.

VEJA A CARTA NA ÍNTEGRA

As entidades médicas recomendam aos gestores o endurecimento das medidas adotadas durante a pandemia do novo coronavírus no estado, como a obrigatoriedade do uso de máscara, a aplicação de multa em caso de descumprimento, a maior limitação ou até o fechamento de acesso à espaços públicos e estabelecimentos comerciais.

O documento aponta que, caso não haja um maior controle, o período de quarentena deve ser prolongado, o que resultaria no estrangulamento econômico de todos os setores e o colapso de todos os serviços.

Outra recomendação é com relação à necessidade de aumentar a transparência dos gastos públicos por parte dos gestores que têm se utilizado do dispositivo da dispensa de licitação para realização de gastos. As entidades médicas orientam ainda a ampliação das campanhas de prevenção contra a Covid-19.

A carta traz ainda um pedido à toda sociedade para que apoiem na fiscalização de todos os serviços públicos, com o encaminhamento de denúncias. Além da criação de uma corrente solidária para a garantia de sobrevivência das pessoas mais afetadas economicamente pelas medidas de quarentena.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner