Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-AC e demais entidades médicas se reúnem com governador para tratar sobre contratações de profissionais e melhorias durante combate à pandemia
Ter, 28 de Abril de 2020 18:51

Reunião ocorreu nesta segunda-feira (27)

O Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) e demais entidades médicas se reuniram por videoconferência, nessa segunda-feira (27), com o governador Gladson Cameli e secretário de Saúde, Alysson Bestene, para tratar sobre a necessidade de contratação de novos médicos e melhorias para os profissionais que têm atuado na linha de frente contra o novo coronavírus no estado.

Estiveram presentes na reunião a presidente do CRM-AC, Dra. Leuda Dávalos, o presidente Sindicato dos Médicos (Sindmed-AC), Dr. Murilo Lima, o vice-presidente do Sindmed-AC, Dr. Guilherme Pulici, e representante da Associação Médica do Acre (AMAC). Além do secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade e do procurador-geral do Estado, João Paulo Setti.

Na oportunidade, as entidades cobraram a contratação urgente de mais médicos para reforçar o quadro de profissionais da rede pública de saúde. Além da distribuição adequada dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para garantia da segurança dos profissionais em saúde. O grupo questionou ainda sobre o prazo de conclusão das obras do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), onde deve ser montado o primeiro hospital de campanha do estado.

Com relação a contratação de mais profissionais, foi sugerido ao governo do estado que fizesse o chamamento dos aprovados no cadastro de reserva de concursos públicos realizados entre os anos de 2013 e 2014 que, inclusive, entraram na Justiça para garantirem o direito de serem empossados nos cargos.

O governador afirmou que as reivindicações da categoria são justas e se comprometeu em resolvê-las. Cameli reconheceu ainda o empenho dos profissionais médicos durante a pandemia de Covid-19 e informou sobre o encaminhamento para a Assembleia Legislativa do Acre do Projeto de Lei que garante o aumento de 100% no adicional de insalubridade para mais de 3,5 mil servidores.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner