Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-AC recomenda o retorno do atendimento médico ambulatorial e consultas eletivas na FUNDHACRE
Qua, 22 de Abril de 2020 17:34

CRM-AC recomenda o retorno do atendimento médico ambulatorial e consultas eletivas na FUNDHACRE

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Acre (CRM-AC) expediu uma recomendação para que a Fundação Hospitalar do Acre (FUNDHACRE) mantenha o atendimento médico ambulatorial. A medida visa auxiliar na redução do fluxo de pacientes das unidades de pronto atendimento e serviços hospitalares de urgência do estado.

CONFIRA O DOCUMENTO COMPLETO

O texto da recomendação foi aprovado em plenária do Conselho, realizada na última quinta-feira (16). O documento considerou a Circular do Conselho Federal de Medicina (CFM) de n.º 67/2020, onde comunica que caberá a cada Conselho Regional de Medicina, no âmbito da sua jurisdição, avaliar a necessidade, ou não, de se recomendar a suspensão de consultas, procedimentos e cirurgias eletivos, nas redes pública e privada.

De acordo com o CRM-AC, após fiscalizações realizadas durante cronograma especial diante da pandemia, ficou constatado que a suspensão total dos atendimentos eletivos e ambulatoriais da FUNDHACRE acabou ocasionando o aumento expressivo do atendimento nas unidades de pronto atendimento e serviços hospitalares no pronto-socorro de Rio Branco, sendo que em alguns casos, os pacientes buscavam atendimento em razão da suspensão na fundação.

Na recomendação, o conselho ressalta que as medidas de prevenção à COVID-19, publicadas na Resolução CRM-AC n° 04/2020, também do dia 16 de abril, devem ser rigorosamente observadas. A resolução traz orientações a serem adotadas na realização de consultas e cirurgias eletivas em estabelecimentos de saúde em geral para enfrentamento do novo coronavírus.

O conselho recomenda ainda que os profissionais médicos que fazem parte do grupo de risco devem ser mantidos fora da escala, podendo auxiliar os atendimentos através da telemedicina, inclusive em apoio aos colegas. De acordo com o documento, as consultas não presenciais, através de recursos de telemedicina e telessaúde, poderão ser realizados neste período de pandemia.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner