Rede dos Conselhos de Medicina
Em carta ao governador do AC, CRM solicita medidas mais efetivas na fiscalização durante quarentena por causa do coronavírus
Sex, 03 de Abril de 2020 19:01

Em carta ao governador do AC, CRM solicita medidas mais efetivas na fiscalização durante quarentena por causa do coronavírus

Preocupados com o avanço dos casos de Covid-19 no estado do Acre, os membros do Conselho Regional de Medicina do Estado (CRM-AC) assinaram uma carta aberta destinada ao governador, Gladson Cameli, onde reafirmam a importância do isolamento social no enfrentamento ao novo coronavírus e solicitam medidas mais efetivas na fiscalização durante a quarentena.

CONFIRA A CARTA NA ÍNTEGRA

No documento, os conselheiros alertam que, caso o número de pessoas infectadas cresça de forma desordenadamente elevada, é alto o risco do sistema de saúde público e privado não ter condições de atender a toda a demanda, apesar de todos os esforços da Secretaria de Estado de Saúde e demais órgãos e entidades para aumentar a capacidade de atendimento.

O Conselho destaca ainda a preocupação com a situação no interior do estado, em especial na cidade de Acrelância, que tem nove casos confirmados em uma população de pouco mais de 15 mil habitantes, uma incidência cinco vezes maior que em Rio Branco. De acordo com último boletim da Secretaria de Saúde do Acre, divulgado nesta sexta-feira (3), o estado tem 46 casos confirmados de Covid-19. Dos casos, 36 são na capital acreana, nove em Acrelândia e um em Porto Acre.

O documento cita que, apesar de todas as recomendações a respeito da importância do isolamento social, ainda é possível verificar a livre movimentação de pessoas e aglomerações em áreas públicas e locais considerados essenciais que mantêm funcionamento durante a quarentena.

Por isso, os conselheiros pedem que o governador tome as medidas cabíveis para reduzir a aglomeração e circulação de pessoas em locais públicos, uma vez que esse tem se mostrado o melhor instrumento para evitar a proliferação da doença, como se tem visto em outros estados brasileiros e em países mundo afora. No final do documento, a autarquia se coloca à disposição para colaborar na implantação das medidas necessárias ao combate da pandemia no estado.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner